LAND ROVER VEICULA FILME DESENVOLVIDO NACIONALMENTE PARA O DISCOVERY SPORT
15 de junho de 2015
Escuderia X conquista dois pódios em Paty do Alferes
15 de junho de 2015

As vendas do Audi TT dobraram em maio

Com 153.850 carros, as entregas da Audi no mundo todo em maio estiveram ligeiramente acima das cifras observadas no mesmo mês do ano passado (+1,2%). Além das iminentes atualizações em modelos como Q7 e A4, o veículo mais vendido da marca, a atual reticência em adquirir automóveis no segmento de luxo chinês foi particularmente evidente. O quadro nas Américas é, porém, bastante diferente: as vendas da marca dos quatro anéis continuaram crescendo acentuadamente, com uma elevação de 11,1% para cerca de 24.500 veículos. O TT, cujas vendas globais dobraram no mês passado (+96,6%), também ajudou a impulsionar os resultados da empresa. Considerando todos os modelos, a Audi entregou cerca de 744.900 carros para seus clientes desde janeiro, um aumento de 4,3%.

 

“Nos próximos meses esperamos ver um incremento adicional com o novo Q7. O carro chegará às concessionárias europeias em junho,” disse Luca de Meo, Membro do Conselho Diretivo de Vendas e Marketing da Audi AG. “Estamos observando atualmente um grande número de desenvolvimentos contrastantes nos mercados; o ‘boom’ dos SUVs é, porém, uma tendência global uniforme. As vendas de modelos ‘off-road’ estão crescendo de forma mais intensa do que o mercado em todas as regiões”.

 

Nos Estados Unidos, o maior mercado de SUVs do mundo, Q3, Q5 e Q7 obtiveram um crescimento combinado de aproximadamente 37% em maio. Considerando todos os modelos, as cifras relativas às vendas nos EUA da empresa de Ingolstadt cresceram cerca de 11%, totalizando 18.428 unidades. Desse modo, a Audi alcançou seu segundo melhor resultado mensal da história da empresa nos EUA. As entregas da Audi subiram 11,7% no mercado desde janeiro. A Audi também viu um considerável crescimento no Canadá, com as vendas aumentando 26,2%, chegando a 2.880 veículos. Nos cinco primeiros meses do ano, a empresa entregou um pouco menos de 10.800 carros para seus clientes no Canadá (+18,6%), quase o mesmo número de unidades que em todo o ano de 2009. 

 

Na Europa Ocidental, a Audi conseguiu superar seu resultado de maio de 2014 (+1,4%, para 64.900 unidades). A Itália (+23,3%, para 5.336 carros), Espanha (+13,4%, para 4.037 carros) e Portugal (+38,2%, para 1.002 carros) apresentaram taxas de crescimento na casa dos dois dígitos. Na Alemanha, a marca aumentou ligeiramente suas entregas em 0,8%, atingindo 24.727 unidades. O novo TT se tornou um dos campeões em emplacamentos, com as vendas dobrando em maio (+157,8%). A popularidade do A6 também foi grande entre os clientes alemães no mês passado. As vendas da versão Avant aumentaram um pouco menos de 17%. Considerando todas as variantes dos modelos, a Audi entregou um pouco menos de 123.600 carros na Alemanha desde janeiro, um aumento de 6,1%. Em contraste com a Europa Ocidental, há pouquíssimos sinais de reversão da tendência na Europa Oriental, onde a retração econômica continua a ser sentida. Na Rússia, por exemplo, a demanda por modelos da Audi caiu 37,1% em maio. 

 

Na China, a Audi também sentiu o impacto da atual reticência em adquirir automóveis no segmento de luxo: as entregas da marca ficaram ligeiramente abaixo das cifras observadas em 2014, com 47.410 unidades (-1,6%) em maio. Desde janeiro a empresa já vendeu 226.022 carros na China – um aumento de 3,7%. Por outro lado, o Japão vem apresentando os primeiros sinais positivos de uma recuperação do mercado. As vendas da Audi subiram 16%, para 2.502 veículos em maio, o maior crescimento nos últimos 14 meses no país. 

 

Vendas da AUDI AG

Em maio

Acumuladas

 

2015

2014

Mudança com relação a 2014

2015

2014

Mudança com relação a 2014

Mundo

153.850

152.004

+1,2%

744.900

713.898

+4,3%

Europa

69.250

69.299

-0,1%

348.250

340.804

+2,2%

-Alemanha

24.727

24.540

+0,8%

123.598

116.501

+6,1%

– Reino Unido

13.641

13.511

+1,0%

72.548

69.812

+3,9%

– França

4.851

4.967

-2,3%

25.172

25.239

-0,3%

– Itália

5.336

4.327

+23,3%

23.157

21.134

+9,6%

– Espanha

4.037

3.561

+13,4%

20.458

18.621

+9,9%

– Rússia

1.900

3.020

-37,1%

10.148

14.966

-32,2%

– EUA

18.428

16.601

+11,0%

75.353

67.482

+11,7%

– México

1.181

1.068

+10,6%

5.333

5.094

+4,7%

– Brasil

1.288

1.171

+10,0%

7.158

5.394

+32,7%

– China (incluindo Hong Kong)

47.410

48.174

-1,6%

226.022

217.910

+3,7%

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *