AirPod: projeto de carro movido a ar comprimido é testado pela KLM e AirFrance
1 de setembro de 2015
Azimut 83: empresa apresenta o maior iate já fabricado no Brasil
1 de setembro de 2015

F-22 Raptor: o jato de guerra mais temido do planeta está a caminho da Europa

A secretária não passou maiores detalhes sobre o número específico de aviões, a data ou a localidade. Essa aeronave é invisível aos radares inimigos e superior a qualquer outra em operação no mundo. Segundo as palavras da secretária, os pilotos americanos realizarão treinamentos junto com os parceiros e aliados na OTAN para “apoiá-los e demonstrar o nosso empenho com a segurança e a estabilidade na região”.

Segundo o Pentágono, os planos de reforçar a presença militar norte-americana na Europa visam responder a uma suposta “ameaça” representada pela Rússia. A Força Aérea dos EUA aumentou recentemente o número de patrulhas aéreas na região do Báltico quando o Reino Unido recebeu bombardeiros B-2 e B-52 norte-americanos.

O envio de jatos é visto como um movimento para atenuar as preocupações crescentes entre os aliados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) com uma agressão militar russa.


Um esquadrão de F-22 Raptor americanos.

Os EUA deslocam novos aviões para a Europa em resposta também a numerosos pedidos dos países Bálticos, especialmente por parte da Lituânia, que desde há muito tempo é conhecida por sobrestimar a chamada ameaça russa. Estão sendo deslocados também por causa da mudança da situação do leste da Ucrânia depois da recente agressão do exército ucraniano contra as forças do “Donbas”. Donbas é atualmente a segunda região mais densamente povoada da Ucrânia, superada apenas pela capital Kiev. A cidade de Donetsk é considerada a capital não-oficial da região.

A Força Aérea americana tem usado aviões de combate F-22 Raptor nos combates ao Estado Islâmico, os primeiros ataques aéreos reais realizados pela aeronave.

O F-22 Raptor, é uma aeronave de combate aéreo fabricada nos Estados Unidos, pela Lockheed Martin. Foi o primeiro caça de quinta geração a entrar em serviço. Sua missão principal é manter a superioridade aérea no campo de batalha, mas também possui capacidade secundária de ataque em solo.

Como arma secundária, o F-22 Raptor utiliza uma metralhadora M61A2 de 20mm com 480 projéteis. Já no armamento principal, o Raptor pode ser armado com dois mísseis ar-ar de curto alcance AIM-9 e até seis mísseis ar-ar de médio e longo alcances AIM-120 AMRAAMs. Para o combate ar-solo, o F-22 Raptor pode ser armado com duas bombas de 1000 libras GBU-32 JDAMs e dois mísseis AIM-120.

O F-22 Raptor é um caça de quinta geração. Seu motor dual com capacidade de pós- combustão o Pratt & Whitney F119-PW-100 turbofan. Sua pressão máxima é cerca de 35.000 lbf (156 kN) por motor. A velocidade máxima, sem armas externas, é estimada em Mach 1,82 em modo supercruise, como demonstrado pelo general John P. Jumper, o ex-Chef Staff da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF), quando seu Raptor ultrapassou Mach 1,7, sem pós-combustão, em 13 de janeiro de 2005. Com pós-combustão, de acordo a Lockheed Martin, ele pode ter velocidade superior a Mach 2,0 (1.317 km / h, 2,120 kmh) e o F-22 Raptor ainda pode exceder os limites de velocidade, principalmente em baixas altitudes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *