Nissan exibe seus veículos 100% elétricos na Final da UEFA
26 de maio de 2015
Equipe Jaguar irá apresentar o F-TYPE Bloodhound
27 de maio de 2015

Golf Variant chega ao mercado brasileiro

Sem um crossover ou utilitário compacto na manga para disputar o segmento que mais cresce no mercado brasileiro, a Volkswagen aposta no Golf Variant para chamar a atenção, mesmo que de leve, daquele consumidor que hoje se derrete por um Honda HR-V e companhia.

Fabricado no México, o Golf Variant reúne diferentes e impactantes ingredientes, a começar pelo competente “powertrain”. O motor 1.4 turbo – já conhecido no Golf vendido aqui – gera 140 cavalos de potência na faixa de 4.500 rpm a 6.000 rpm, mas é no torque máximo de 25,5 mkgf, disponíveis já a partir de 1.500 rpm, que ele mostra como a tecnologia pode pregar um sorriso do rosto do motorista. A arrancada tem vigor, a aceleração é consistente e a combinação com a caixa automática DSG de sete marchas é, indiscutivelmente, um dos conjuntos mais harmônicos que o mercado brasileiro conhece. O resultado é a capacidade de acelerar de 0 a 100 km/h em 9s5 e a atingir a máxima de 205 km/h.

Forte e ágil, mas sem deixar de lado a economia de combustível. Em uma tocada serena, em piso limpo como a pista da Fazenda Capuava, em Indaiatuba (SP), onde o modelo foi apresentado à imprensa na sexta-feira (22), o consumo de combustível não ficou menor do que 15 km/l. Se aqui cabe uma crítica, é pelo uso exclusivo de gasolina – a Peugeot e a Citroën já dispõem de um motor turbo, o caso um 1.6 de 173 cv, que bebe também etanol.

Produzida sobre a conhecida plataforma modular da Volks, a novastation traz no desenho a esportividade do Golf hatch junto à praticidade de um modelo familiar. O bom espaço interno do veículo tem destaqueno porta-malas de 605 litros (carregado até a altura dos encostos de cabeça traseiros), que podem ser aumentados para 1.620 litros com os bancos rebatidos.

Ponto forte também é o pacote de tecnologia, com equipamentos de série inéditos na categoria, como o sistema Start-Stop e o “MulticollisionBrake”, um recurso de frenagem automática que, numa eventual colisão do veículo, aciona automaticamente os freios do carro após o impacto inicial. São também de série sete airbags, controle eletrônico de estabilidade, controle de tração, assistente de partida em rampa (Hill Assist) e monitoramento da pressão dos pneus, entre outros.

 
 

A versão de entrada Comfortline sai por competitivos R$ 87.490 e traz de série, além dos itens já citados, ar-condicionado, volante revestido em couro, conjunto elétrico (vidros, travas e espelhos), faróis de neblina com função auxiliar em curvas, sensor de estacionamento (dianteiro e traseiro), sistema multimídia com CD/MP3-Player econexão Bluetooth, com rodas são de liga leve de 16 polegadas.

Quem escolher essa versão terá os pacotes “Elegance” e “Exclusive” como opcionais. Mas aí a “brincadeira” vai encarecendo. Por mais R$ 4.500, o primeiro deles traz volante multifuncional com aletas para troca de marcha, controlador de velocidade de cruzeiro, sensores de chuva e de luminosidade com função “Coming&Leaving home” e rodas de 17 polegadas. A “Exclusive” adiciona ao pacote “Elegance” mais R$ 8.890 e acrescenta sistema de navegação com tela de 5,8 polegadas, comando de voz, sensor de aproximação, entrada para SD-Card e interface para iPod/iPhone. Além disso, o sistema conta com o “MapCare”, que atualiza os mapas do navegador gratuitamente por  três anos.

Já a versão topo de linha Highline parte de R$ 94.990 e traz de série os itens da Comfortline mais volante multifuncional com aletas para troca de marchas, iluminação ambiente, espelhos retrovisores rebatíveis eletronicamente, ar-condicionado de duas zonas de climatização, revestimento em couro para bancos e cabine (em duas tonalidades, clara e escura), controlador automático de velocidade de cruzeiro, sensores de chuva e luminosidade.

Essa versão conta com três pacotes de opcionais. Os equipamentos empolgam – o preço, não. Na “Elegance”, por mais R$ 5.820 o cliente leva sistema multimídia “Discover Media”, sistema “Kessy” de abertura das portas com sensor de proximidade, sistema de partida por botão, seleção de perfil de condução (Normal, Sport, Eco e Individual) e rodasde 17 polegadas. Na calculadora, some outros R$ 15.700 no pacote “Exclusive”, que adiciona faróis bixenônio com LEDs para condução diurna, assistente de luz para farol alto e o sistema ACC (Controlador adaptativo de distância e velocidade), com “Front Assist” e freios de emergência (que identificam a iminência de uma batida e freia o carro automaticamente).

 Foto: Volkswagen / Divulgação
 

No pacote “Premium”, inclua astronômicos R$ 26.670 pelo sistema multimídia “Discover Pro”, com tela de 8 polegadas, e o sistema “Park Assist 2.0” com câmera traseira. Esse conjunto traz também ajustes elétricos para o banco do motorista, sistema “Pro Active” e detector de fadiga. Lembrando que o teto solar elétrico panorâmico também é (adivinhe?) opcional para as duas versões. Ah, por outros R$ 5.300.

A Volkswagen irá comercializar o Golf Variant nas cores sólidas “Branco Puro”, “Vermelho Tornado e Preto Ninja. Além das metálicas “Prata Sargas”, “Prata Tungstênio”, “Azul Night”, “Azul Silk”, “Cinza Platinum” e a perolizada “Preto Mystic”.

 

 Foto: Volkswagen / Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *