GURGEL MOTORES: A história do inicio, meio e fim
19 de maio de 2015
TOP TEST: Citroën C3, o compacto que caiu no gosto delas
24 de maio de 2015

Porsche projetou carro de corridas para campeonatos GT3

Baseado no esportivo de rua 911 GT3 RS, a Porsche projetou um carro de corridas para campeonatos GT3 ao redor do mundo: o 911 GT3 R. Durante o desenvolvimento do 911 de corrida com mais de 368 kW (500 cv), foi dada atenção especial à diminuição de peso, a uma melhor eficiência aerodinâmica, à redução do consumo, a uma maior facilidade de manobra e a uma segurança ainda mais reforçada, bem como à redução dos custos com assistência e peças.

Concebido a partir do modelo de produção em série, o 911 GT3 R conta com o exclusivo teto com bolha dupla e a distância entre os eixos foi aumentada em 8,3 centímetros, em comparação à geração anterior. Isto garante uma distribuição de peso mais equilibrada e maior previsibilidade nas manobras, particularmente em curvas rápidas, em comparação ao GT3 R anterior. Por meio da aplicação sistemática de soluções de baixo peso para a carroceria, acessórios e suspensão, os engenheiros melhoraram significativamente o centro de gravidade do GT3 R em comparação ao modelo anterior. O desenho de baixo peso da carroceria do esportivo de produção 911 GT3 RS, que conta com construção inteligente com material composto de alumínio-aço, demonstrou ser a base ideal para o carro de corrida. Teto, capota, carenagem, arcos das rodas, portas, seções laterais e traseiras, bem como a tampa traseira, são feitos com um polímero reforçado com fibras de carbono (CFRP) particularmente leve. Todas as janelas são feitas de policarbonato – pela primeira vez, até mesmo o para-brisa é feito nesse material.

O novo 911 GT3 R é acionado por um motor de última geração de 4 litros com 6 cilindros opostos, que é praticamente idêntico ao motor de alto desempenho da versão de estrada 911 GT3 RS. Tanto a injeção direta de gasolina, que opera a pressões de até 200 bar, quanto a tecnologia de temporização variável das válvulas garantem um uso particularmente eficiente do combustível. Além disso, o motor de aspiração normal oferece uma dirigibilidade significativamente melhor e maior eficiência em uma faixa mais ampla de rotações. A potência do motor traseiro é transferida às rodas traseiras de 310 mm por meio de uma caixa de câmbio sequencial de seis marchas com engrenagens de dentes retos. Assim como nos modelos GT de estrada do 911, o motorista troca as marchas por meio de alavancas convenientemente posicionadas no volante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *