AirPod: projeto de carro movido a ar comprimido é testado pela KLM e AirFrance
20 de novembro de 2015
Nova Ranger 2017 a diesel chega ao preço de R$ 130 mil
30 de março de 2016

Renault Kwind 2017 nacional deve chegar em setembro

Renault Kwind 2017 nacional 01

Com a chegada do Fiat Mobi prevista para abril (seu principal concorrente), a Renault corre para finalizar o compacto Kwind no Brasil. Sucesso de vendas na Índia, onde a fila de espera pode demorar até 6 meses, o novo Renault Kwind 2017 nacional erá esperado no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro, no entanto, a marca deve anunciar o lançamento em agosto ou no máximo em setembro.

 

Segundo informações, apuradas pelo site , o Renault Kwind 2017 nacional deve ter poucas mudanças em relação ao indiano. A unica alteração no visual deve ser a adoção dos retrovisores externos da dupla Logan e Sandero. No mais, deverá seguir igual ao modelo da Renault mais vendido na Índia. O motor 0.8 litros de três cilindros também será o mesmo, porém desenvolvido para beber álcool e gasolina, passando a geral até 60 cavalos de potência. Mas terá a opção do bloco 1.0 16V Hi-power de 80 cv. Com isso, a expectativa da marca é oferecer no mercado brasileiro o carro mais econômico do Brasil. A transmissão será manual de cinco marchas, em ambos os casos.Com a chegada do Fiat Mobi prevista para abril (seu principal concorrente), a Renault corre para finalizar o compacto Kwind no Brasil. Sucesso de vendas na Índia, onde a fila de espera pode demorar até 6 meses, o novo Renault Kwind 2017 nacional erá esperado no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro, no entanto, a marca deve anunciar o lançamento em agosto ou no máximo em setembro.

Segundo informações, apuradas pelo site Autos Segredos, o Renault Kwind 2017 nacional deve ter poucas mudanças em relação ao indiano. A unica alteração no visual deve ser a adoção dos retrovisores externos da dupla Logan e Sandero. No mais, deverá seguir igual ao modelo da Renault mais vendido na Índia. O motor 0.8 litros de três cilindros também será o mesmo, porém desenvolvido para beber álcool e gasolina, passando a geral até 60 cavalos de potência. Mas terá a opção do bloco 1.0 16V Hi-power de 80 cv. Com isso, a expectativa da marca é oferecer no mercado brasileiro o carro mais econômico do Brasil. A transmissão será manual de cinco marchas, em ambos os casos.

Já o interior do Renault Kwind brasileiro deve ser melhor que o indiano, graças ao uso de matérias de melhor qualidade, especialmente no painel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *